7691
Cross Training e CrossFit qual a diferença e semelhança?

Cross Training e CrossFit qual a diferença e semelhança?

Conheça os detalhes de cada modalidade para fazer a melhor gestão do seu box!

Mulher fazendo box jump na aula de crossfit

O treinamento físico funcional é uma das tendências do mercado fitness para 2023. Mas antes de decidir investir em uma academia ou box, é fundamental conhecer qual a diferença entre modalidades como Cross Training e CrossFit, para oferecer a melhor experiência aos seus clientes e garantir uma boa gestão do negócio

Apesar do nome e das características comuns entre o Cross Training e CrossFit, engana-se quem pensa que são a mesma coisa. E esses detalhes, que estão nas diferenças entre as modalidades, são exatamente os atributos a serem considerados na hora de escolher uma das modalidades para oferecer na sua empresa. 

Para esclarecer alguns pontos em relação ao assunto, continue acompanhando este artigo!

O que é Cross Training?

O Cross Training, ou Treinamento Funcional, em português, é uma modalidade de atividade física que combina exercícios completos e equilibrados com o objetivo de trabalhar vários grupos musculares ao mesmo tempo. 

Normalmente, no Cross Training, os atletas realizam os exercícios em formato de circuito, com revezamento dos alunos nas estações. Nelas, os alunos fazem burpees, levantam peso, pulam corda, entre outras ações de alta intensidade e pouco intervalo, sugeridas pelo professor ou orientador – que, no Brasil, necessariamente precisa ser um profissional graduado em Educação Física. 

Entre os principais objetivos do Cross Training estão a promoção de flexibilidade, coordenação motora e resistência, além de estimular uma rotina de exercícios completa, contribuindo com a melhora na saúde e bem-estar dos alunos.  

O que é CrossFit?

O CrossFit é a marca de um método de treino registrado no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Ela foi criada em 2000, por Greg Glassman, atleta que começou a praticar exercícios físicos ainda cedo, para tentar reverter as sequelas da poliomielite, doença que causa paralisia flácida aguda e fraqueza muscular. 

Por não se adaptar aos treinos tradicionais das academias que frequentava, na Califórnia, Greg decidiu criar o próprio: um estilo de treinamento funcional que tinha como premissa movimentar o corpo inteiro durante os exercícios, ao invés de grupos musculares específicos. 

Hoje são mais de 15 mil profissionais e academias afiliadas no mundo todo. Apenas os boxes e professores certificados pela marca estão autorizados a trabalhar com o nome CrossFit. 

Isso significa seguir uma série de pilares e técnicas, para estimular os alunos a melhorarem o condicionamento físico, com consistência, intensidade e, principalmente, segurança. Dessa forma, é possível garantir que a metodologia seja trabalhada de forma padronizada em todas as filiais. 

Cross Training e CrossFit qual a diferença?

Conforme foi possível identificar a partir do detalhamento de características de cada uma das modalidades, o CrossFit pode ser um tipo de Cross Training. No entanto, nem todo Cross Training pode ser chamado de CrossFit. 

Parece confuso, mas com a explicação de mais algumas diferenças entre Cross Training e CrossFit, você certamente conseguirá entender qual dos dois modelos de treinamento fará mais sentido com o seu negócio fitness. Confira!

1. Uso da nomenclatura

A primeira e principal diferença entre Cross Training e CrossFit está, justamente, na nomenclatura. Enquanto os exercícios funcionais variados podem ser conhecidos como Cross Training, apenas os treinos que seguirem a certificação legal da marca podem ser chamados de CrossFit. 

Vale reforçar que o uso indevido da marca pode ser considerado crime na Lei de Propriedade Industrial. Ou seja, os profissionais e empresas não filiadas que usarem a marca de forma errada podem responder a processos judiciais. 

2. Programa de treinamento e seleção de exercícios

No CrossFit, normalmente há uma programação de treinos diários a ser seguida, conhecida como WOD, a sigla para Work of the Day ou treino do dia, em português. Esses exercícios são prescritos pelo Coach ou Head Coach de CrossFit e podem envolver diferentes objetivos, sempre buscando a alta intensidade. 

Entre os exercícios mais conhecidos, podemos citar: burpees, snatch, clean, front squat, etc. Uma curiosidade interessante é que, no CrossFit, também há alguns exercícios temáticos, cujos nomes são homenagens a militares que morreram em atuação. 

No Cross Training, por sua vez, a flexibilidade na escolha dos exercícios e programação do treino é muito maior. O WOD pode até existir, mas é menos comum. Além disso, essa modalidade não tem a obrigatoriedade de seguir a padronização proporcionada pelo programa de treinamento licenciado da marca.

Entre os principais exercícios de Cross Training estão: flexão de braço, agachamento sem peso, variações de abdominal, passadas ou avanços, além de burpees, step box ou step up, entre outros. 

Em relação aos equipamentos utilizados para a realização de exercícios, também há diferenças. Enquanto no CrossFit são usados acessórios específicos, como barras de levantamento, caixas pliométricas, anilhas olímpicas, entre outros; no Cross Training há uma variedade menos específica de equipamentos. 

Nessa segunda modalidade, inclusive, existem exercícios que podem ser feitos sem o uso de qualquer acessório, apenas com o peso corporal – outra tendência do mercado fitness para 2023. 

3. Aspecto social 

Outro ponto importante que diferencia o Cross Training do CrossFit é que, na primeira opção, é comum que os alunos realizem seus exercícios de forma individual. Mesmo que você escolha ir para a academia com amigos ou até mesmo acompanhado de um Personal Trainer, é mais provável que cada um esteja concentrado no seu próprio treino. 

No CrossFit, ao contrário disso, as aulas são sempre coletivas. Por isso costumamos dizer que parecem comunidades, sendo o aspecto social, um dos grandes atrativos do CrossFit. 

Conscientes disso, muitas empresas voltadas a essa modalidade buscam promover diferentes eventos, como competições, desafios, celebrações, e festas de final de ano para comemoração com os alunos e profissionais do CrossFit em questão. 

Além disso, vale dizer que, por ser uma marca consolidada no mercado, muitas pessoas podem procurar a modalidade de CrossFit exatamente pelo nome que ela carrega. 

Para os proprietários, gestores dos boxes e profissionais que desejam usar a marca do CrossFit, essa carga tem um custo. Além do valor investido nos treinamentos e certificação, para ter o direito de uso da marca é necessário pagar uma taxa de aproximadamente U$ 3 mil ao ano.

No entanto, para muitas empresas, esse valor faz sentido, considerando o volume de alunos que buscam exatamente o senso de comunidade que o CrossFit proporciona.

Isso não significa que outras academias e espaços fitness não possam criar ambientes repletos de engajamento, para promover o aspecto social. Aqui no Blog da Tecnofit, por exemplo, temos diferentes artigos que mostram como as academias podem estimular a socialização, em busca, principalmente, da fidelização dos alunos. 

4. Duração e intensidade do treino

O CrossFit é intencionalmente uma modalidade com exercícios de alta intensidade. Justamente por isso, é conhecida pela abordagem competitiva. Muitos boxes costumam realizar ou convidar os alunos para participar de diversos desafios ao longo do ano. 

No Cross Training, por sua vez, os alunos podem adaptar a intensidade de acordo com a condição física e objetivo individual. Os treinos são personalizados para cada praticante, já que o foco está no desenvolvimento e manutenção da saúde e bem-estar. 

Quais as semelhanças entre Cross Training e CrossFit?

Até aqui listamos as principais diferenças entre essas duas modalidades de treinamento. Mas não é à toa que as pessoas costumam confundir essas propostas: elas também têm algumas semelhanças. Conheça algumas abaixo: 

1. Duração e acompanhamento

Em ambos os estilos, os treinos costumam durar aproximadamente uma hora. Esse período normalmente é dividido em: aquecimento, com exercícios de mobilidade e alongamento ou foco em atividades cardiovasculares; e os exercícios específicos do treino, de acordo com o objetivo em questão. 

Além disso, mesmo que os alunos façam seus treinos em casa, é fundamental que ambas as modalidades sejam acompanhadas por profissionais. Eles devem orientar a técnica correta de cada exercício, com o objetivo de evitar lesões. 

No CrossFit, esses profissionais são conhecidos como Coach ou Head Coach, enquanto no Cross Training podem ser Personal Trainers, professores ou educadores físicos. 

2. Variedade de exercícios com abordagem funcional 

As duas modalidades integram treinos com diferentes exercícios em suas rotinas. Eles têm como objetivo trabalhar diferentes grupos musculares, com foco, principalmente no fortalecimento, queima calórica e condicionamento físico. 

3. Para qualquer idade e perfil de aluno

Algumas pessoas costumam buscar treinos de Cross Training porque acreditam que o CrossFit “não é para elas”. Mas a verdade é que uma das grandes semelhanças dessas duas modalidades é justamente o fato de que podem ser praticadas por alunos de qualquer idade ou condicionamento físico. 

Isso porque as aulas podem ser adaptadas para os diferentes perfis e níveis de alunos. Dessa forma, permitem que os participantes se desenvolvam de forma gradual e, principalmente, segura. 

Qual a diferença entre Cross Training e Treinamento Funcional?

Na verdade, nenhuma! O Cross Training é apenas o nome usado para o treinamento funcional em inglês. 

Ambas as modalidades têm como objetivo proporcionar evolução no condicionamento físico, flexibilidade, resistência, coordenação motora, queima calórica e fortalecimento muscular. E, para isso, abordam uma série de exercícios com diferentes focos. 

Conclusão

Esperamos que esse artigo tenha ajudado você a identificar qual a diferença entre o Cross Training e CrossFit. E, dessa forma, que seja mais fácil escolher a modalidade com maior conexão com os seus objetivos dentro da proposta de negócio fitness. 

É interessante reforçar que a definição não deve ser feita apenas considerando o licenciamento da marca, mas também o que faz mais sentido para o seu público-alvo, localização, e plano de negócio completo. 

Continue acompanhando os conteúdos da Tecnofit para conferir mais dicas sobre CrossFit, Cross Training e demais aspectos do mercado fitness.

Marcadores:
Faça seu cadastro, teste e comece a impulsionar seus resultados!
Preencha seus dados e um dos especialistas da Tecnofit entrará em contato o mais rápido possível para uma demonstração.
hbspt.forms.create({ region: "na1", portalId: "5857780", formId: "aadf95cf-2dc8-4535-9e07-5a23bc8fefa3", onFormSubmit: function($form) { var alunos = $('select[name="n_mero_de_alunos"] option:selected').val(); var segmento = $('select[name="selecione_seu_segmento"] option:selected').val(); setTimeout( function() { if(segmento == 'Estúdio' ){ if(alunos == 'Até 20 alunos') { window.location.href = "https://site.tecnofit.com.br/50_tnks"; } else if(alunos == '21 a 50 alunos') { window.location.href = "https://site.tecnofit.com.br/50_tnks"; } } }, 500 ); // Waits 1/2 second to redirect. } })