O que é inadimplência e como evitar que isso aconteça em sua academia

Posts

»

Se você procurar no dicionário o que é inadimplência, vai encontrar algo parecido com: “falta de cumprimento de uma obrigação”. De fato, essa é uma definição muito boa para o fantasma que assombra todos os gestores de academias.

 

Mas o que você pode fazer para diminuir a inadimplência na sua academia? É sobre isso que vamos falar hoje. Leia até o fim, pois a última dica vale ouro!

 

O que é inadimplência?

 

Eu tenho quase certeza que você sabe o que é inadimplência, mas conhecimento nunca é demais, né? Inclusive, vou aproveitar este momento para diferenciar inadimplência de dívida e apresentar um dado bem preocupante.

 

Segundo o SPC Brasil e a CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), em janeiro de 2020, 61,3 milhões de brasileiros estavam em inadimplência. Ou seja, 39% da população brasileira estava em atraso com algum, ou alguns, pagamento(s). 

 

Outro dado bem preocupante é que no início do ano o número de pessoas inadimplentes aumenta. Em 2020, por exemplo, o número de inadimplentes teve uma alta de 1,38% em janeiro. Provavelmente, algum aluno da sua academia está nesse bolo, não é mesmo?

 

E agora, explicando o que é inadimplência, o conceito é bem simples: inadimplência é o descumprimento de alguma obrigação financeira. Quando não é realizado o pagamento previsto em contrato até a data do vencimento.

 

Isso é diferente de dívida, ok? Quando parcelamos algo no cartão de crédito, nós temos uma dívida. Se a gente não pagar a fatura, aí sim estaremos inadimplentes. Logo, nem toda pessoa que tem uma dívida está inadimplente.

 

Mas agora vamos às dicas:

 

4 Dicas para diminuir a inadimplência

 

Segundo dados disponibilizados pelo Banco Central, uma taxa de inadimplência pode ser considerada ok se estiver na faixa de 5%. Obviamente, isso depende de segmento para segmento e, principalmente, das suas despesas. Se o faturamento da sua academia é parecido com as despesas, uma taxa de 5% pode ser bem nociva.

 

Também é importante ressaltar que a maioria dos negócios só considera inadimplente aqueles clientes que estão devendo há mais de 90 dias e menos de 180. Mas, seguindo as dicas a seguir, o seu negócio tem tudo para lidar com taxas muito inferiores a 5% e, assim, continuar prosperando.

 

1 – Tenha um bom relacionamento com seus alunos

 

Você deve saber que é o aluno que move seu negócio. A experiência de compra tem que ser agradável e recompensadora. Se o aluno tem afinidade e engajamento com a empresa, é provável que ele queira manter essa relação por muito tempo, evitando assim o não cumprimento dos pagamentos.

 

Quando uma academia proporciona um serviço encantador, o aluno sente-se engajado e ainda indica para outros amigos. Ou seja, é mais fácil que ele realize o pagamento em dia, pois vê valor no serviço.

 

Além disso, a tecnologia é fundamental para qualquer negócio. Usar um Customer Relationship Management (CRM) para controlar a inadimplência é a pedida certa! Os benefícios do CRM para o seu negócio são visíveis e você não pode abrir de um.

 

2 – Tenha um sistema de gestão

 

Gestores que contam com o apoio de um bom sistema de gestão para automatizar cobranças conseguem prevenir a formação de dívidas.

 

O sistema Tecnofit, por exemplo, dispõe de uma série de recursos importantes, como o envio de alerta de vencimento e a programação de avisos posteriores. Além da integração com a catraca, com a suspensão do serviço enquanto o aluno continuar inadimplente. 

 

O sistema atua na antecipação e no senso de urgência. Primeiro, enviando avisos que a fatura está para vencer. Segundo, criando um senso de urgência por parte do devedor ao enviar avisos posteriores ao vencimento, diminuindo a inadimplência.

 

3 – Saiba negociar

 

A negociação é aquela famosa: nem eu, nem você. Para não prejudicar o seu negócio, nem afetar a sua relação com seus clientes (lembre que é importante ter um bom relacionamento), é fundamental que você esteja aberto a negociações.

 

Mas também não vai sair negociando com todos os inadimplentes, é importante entender o comportamento pregresso do cliente. Caso ele tenha um histórico de bom pagador, é possível propor a ele mais parcelas para que ele quite a dívida. Nessa situação, também é importante aplicar os juros cabíveis, pois nem relógio trabalha de graça, não é mesmo?

 

4 – Escolha e diversifique os métodos de recebimento

 

Se o único meio de pagar as mensalidades da sua academia é através de cheque, não reclame de inadimplência. Brincadeiras à parte, a dica é séria: escolha bons métodos de pagamento!

 

Recebendo por boleto bancário, por exemplo, você pode ouvir desculpas como “não consegui ir ao banco pagar” ou então “até paguei, mas só deve cair depois do final de semana”.

 

Se optar por receber em dinheiro, é capaz que os “esquecidos” de plantão nunca lembrem de levar o valor acordado no dia previamente combinado. Recebimentos por cartão de crédito também podem sair pela culatra, caso a pessoa tenha o limite do cartão comprometido ou algo do tipo.

 

Diversificar seus meios de recebimento, além de ser uma ótima estratégia de marketing para atrair mais alunos, também é uma medida preventiva para combater a inadimplência.

 

Oferecer um sistema de pagamento recorrente é uma ótima alternativa, tanto para a sua academia, como para o aluno. Isso acontece porque é possível oferecer o pagamento via cartão de crédito sem comprometer o limite do cartão dele.

 

Outro ponto interessante da recorrência é que o seu negócio terá um fluxo de caixa programado e automático. Inclusive, é possível prever o faturamento dos meses seguintes, fazendo um cálculo de alunos ativos na recorrência menos a taxa de cancelamento.

 

Conclusão

 

Infelizmente, ainda não existe uma fórmula mágica ou receita de bolo para eliminar de vez a inadimplência. Ainda é preciso muito esforço e trabalho duro para deixar essa taxa, pelo menos, em um nível aceitável.

 

Seguindo as dicas acima, você tem tudo para diminuir drasticamente a inadimplência na sua academia. O que é ótimo!


Caso tenha ficado com alguma dúvida ou tenha um questionamento, deixe nos comentários abaixo. Até a próxima!

Artigo produzido e revisado por: Christian Aguilera, Analista de Conteúdo na Tecnofit.


Data de publicação: 25 de janeiro de 2021

Assuntos relacionados

Compartilhe esse artigo:

Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa Newsletter para ficar por dentro dos conteúdos da Tecnofit.

Rua General Mário Tourinho, 1746 - 12° andar
Bairro Seminário - CEP: 80740-000 - Curitiba - PR
Tecnofit Tecnologia e Sistemas LTDA - ME | CNPJ: 21.231.459/0001-76

Os usuários são aconselhados a ler atenciosamente nossa política de privacidade.

© Todos os direitos reservados. Agência Polvo