Conheça o Pix do Banco Central

Posts

»

Conheça o Pix do Banco Central

Desde que foi anunciado pelo Bacen, em fevereiro de 2020, o Pix tem dado o que falar. E não é pra menos: com o novo sistema de pagamentos do Banco Central, as transações bancárias acontecem 24 horas por dia, todos os dias da semana e do ano, o que também inclui finais de semana e feriados

 

Mas não foi apenas na disponibilidade que o Pix veio para revolucionar o mercado de meios de pagamento do Brasil. Com ele, a compensação dos pagamentos acontece em até 10 segundos

 

Toda essa velocidade e a forma com que o novo sistema de pagamentos instantâneos do Bacen fica disponível tanto para pessoas físicas quanto jurídicas o tornam muito vantajoso. Mas você já sabe exatamente o que é o Pix e como ele funciona? 

 

Preparamos um material especial para tirar todas as suas dúvidas sobre como essa novidade que veio para ficar pode otimizar o seu negócio. Vem com a gente!

 

O que é o Pix

Antes de entendermos como o Pix de fato funciona, é interessante lembrarmos como funcionam os meios de pagamento antes do seu lançamento. Até então, contávamos com as seguintes modalidades de transferência:

 

TED

 

Sigla para Transferência Eletrônica Disponível, significa o tipo de transferência em que o dinheiro sai da sua conta no momento em você faz a operação e já cai no destino, desde que tenha sido realizada antes das 17 horas daquele mesmo dia. Caso tenha feita depois desse horário, o valor só vai cair na conta destinada no próximo dia útil. 

 

Outra desvantagem desse tipo de transferência é que, depois de realizada, não tem jeito de ser cancelada. Não existe um valor mínimo para TEDs e valores superiores a R$ 5 mil podem ser transferidos. 

 

DOC

 

DOC significa Documento de Ordem de Crédito e é o tipo de transferência bancária que passa o dinheiro da sua conta para outra apenas no dia útil seguinte do pedido. E tem mais:  se você solicitar a transferência depois das 21h59, o dinheiro só vai cair na outra conta dois dias úteis depois. 

 

Não é apenas nisso que o DOC difere do TED, pois nesse tipo de modalidade só é permitido transferir quantias até R$ 4.999,99. A vantagem do DOC é que dá pra cancelar a transferência se você for até o banco. 

 

Os dois tipos de modalidades de transferência, ainda que diferentes, funcionam apenas em dias úteis. Isso significa que transferências realizadas em finais de semana ou feriados, só são finalizadas no próximo dia útil.

 

A disponibilidade do Pix muda completamente esse cenário, pois com transações realizadas no esquema 24/7/365, tanto quem compra quanto quem vende fica em vantagem. Outro quesito que vem para mudar o jogo com a chegada do novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central é que as taxas praticadas são muito menores para transferências e emissões de cobrança do que nos meios já oferecidos atualmente

 

 

O que muda com o Pix?

 

Com o Pix, é possível realizar compras no comércio, pagar contas como água, luz, telefone e até mesmo impostos, e fazer transferências para terceiros com um simples toque na tela de um smartphone, sem precisar sair de casa. O Pix também vai funcionar para compras online, sem precisar de cartão de crédito.

 

Tudo isso apenas com um QR Code para concluir o pagamento, e o melhor: em apenas alguns segundos.

 

O serviço do Pix permite ainda que os tradicionais pagamentos em dinheiro, cheque, cartão de débito e crédito sejam substituídos. Isso reduz etapas na hora de efetuar o pagamento, o que otimiza a experiência de compra para o usuário. No fim das contas, o Pix vai possibilitar muito mais praticidade e segurança, tanto para quem paga quanto para quem recebe.

 

Segundo o próprio Banco Central, o novo sistema é uma forma completamente segura e interoperável de pagamento, que vem para mudar a intermediação financeira do país. 

 

Outro aspecto de segurança que o Bacen aponta é que o Pix substitui com tranquilidade a necessidade de dinheiro vivo em transações simples, como realizar compras no comércio, o que significa que os clientes não vão mais precisar carregar moedas e cédulas, diminuindo as chances de assaltos, por exemplo.

 

 

Como utilizar o Pix?

 

Chaves Pix

 

Com transações bancárias muito mais baratas e realizadas de forma muito  mais rápida, o Pix veio para facilitar a vida tanto do consumidor final quanto de quem vende.

 

No novo sistema de pagamentos do Banco Central, as Chaves Pix são a nova forma de identificar endereços bancários. Por meio dessas chaves, o Bacen reconhece sua conta no banco e valida suas transações bancárias.

 

Mas o que são essas chaves e como isso funciona? São dados como telefone, e-mail ou CPF/CNPJ, que ficam vinculados aos seus dados bancários. Tudo isso fica registrado no DICT (Diretório de Contas Transacionais).

 

As transações via Pix acontecem por meio de QR Codes Estáticos e Dinâmicos:

 

QR Code estático

 

Esse tipo de QR Code pode ser utilizado em mais de uma transação, isso significa que pode estar impresso no PDV (Ponto de Venda), ser utilizado para dividir o valor de uma pizza entre amigos. Em outras palavras, ele é o tipo de código ideal para compartilhar, com segurança, dados bancários para realizar transferências.

 

No mundo fitness, por exemplo, será muito útil. Estamos em um momento que muitos alunos estão optando por voltar para academia, então é bem possível que eles queiram fazer uma nova avaliação física. Caso essa avaliação tenha um valor fixo, basta você imprimir um QR Code e deixá-lo na recepção de seu negócio fitness. Além do pagamento cair na hora, você não terá custos para isso. 

 

QR Code dinâmico

 

O QR Code dinâmico, por sua vez, desempenha a função de uma cobrança mais formal, de um modo geral associada a um boleto. É o tipo de código que vai ser muito utilizado para realizar pagamentos ou cobranças em e-commerces, por exemplo. 

 

Neste caso, o QR Code dinâmico é o ideal para o pagamento de mensalidades, por exemplo. Dessa forma, você pode inserir um valor específico e os dados do aluno que irá pagar.

 

Quer saber exatamente como o Pix vai afetar o mundo fitness? Baixe o KIT gratuito que fizemos pensando em sanar todas as dúvidas! Este KIT contém um podcast com dois especialistas da Tecnofit, um vídeo em parceria com a Juno e um e-book com as principais dúvidas de gestores fitness respondidas.

como o pix afeta o mundo fitness?

 

Outras opções

 

O Pix também oferece a possibilidade de inserir informações manuais para direcionar um pagamento, utilizando as mesmas chaves registradas no DICT – e-mail, CPF/CNPJ ou telefone – para determinar o destinatário de uma transação.

 

Outra opção é a Chave Aleatória, que é o endereço virtual de pagamento, e é uma forma de manter a privacidade do cliente no uso do QR Code estático, é uma chave única e intransferível. Ele funciona a partir de um número hexadecimal com 32 caracteres, e é gerado de forma aleatória e exclusiva pelo DICT.

 

Toda a operação do novo sistema do Bacen acontece direto pelo seu smartphone, de onde você estiver, inclusive a criação e gerenciamento das Chaves Pix! 

 

E você já tem acesso a um menu especial dedicado ao Pix do Banco Central no App Juno. Ainda não baixou nosso aplicativo? Ele é gratuito, sem mensalidade e está disponível nas versões Android e iOS!

 

Veja mais detalhes de como usar o Pix no seu negócio no material que preparamos para você!

o que é o pix

Agora que você já sabe o que é o Pix, já pode começar a usar essa nova funcionalidade em seu negócio fitness. Será uma enorme facilidade para os seus alunos e, consequentemente, uma vantagem para a sua academia, box ou studio.

 

*Conteúdo produzido por Tatiana Menezes Michaud, da Juno.


Data de publicação: 16 de dezembro de 2020

Assuntos relacionados

Compartilhe esse artigo:

Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa Newsletter para ficar por dentro dos conteúdos da Tecnofit.

Rua General Mário Tourinho, 1746 - 12° andar
Bairro Seminário - CEP: 80740-000 - Curitiba - PR
Tecnofit Tecnologia e Sistemas LTDA - ME | CNPJ: 21.231.459/0001-76

Os usuários são aconselhados a ler atenciosamente nossa política de privacidade.

© Todos os direitos reservados. Agência Polvo